quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

EDITORIAL: É festa! Vamos celebrar em grande estilo


Final de ano é época de celebrar os bons momentos ao ado de pessoas especiais em clima de alto astral e muita festa. Para uma ocasião tão especial, é importante se vestir bem. Fomos até a cobertura de um dos hotéis mais tops do Rio de Janeiro, o Grand Mercure Hotel, para produzir um ensaio que trouxesse esse clima de festa e esse tom especial de elegância. Para eles ternos e smokings com corte impecável e para elas belos vestidos de tirar o fôlego até dos homens mais desligados. O resultado é esse ensaio incrível com um belo brinde de final de ano.









Fotos Betto Gatti / Produção executiva Márcia Dornelles  /  Stylist  Paulo Zelenka / Produção de moda Gabriel Alves / Beleza  (produtos Mac) Ewerton Pacheco, Marcelo Santos, Aline Oliveira / Modelos  - 40 Graus Models: Iann Pastor, Luan Braga, Sylvio Senges, Willian Flink, Juan Biolchini, Viviane Soares, Lauren Hrmdforff, Carol Ermel e Maria Eduarda Moreira

AGRADECIMENTOS: Leonard, Karine Fouvry Paris, Barbara Bella, Lanvin, Joyá Ipanema e Ricardo Almeida

AGRADECIMENTO ESPECIAL: Grand Mercure Hotel - Av. Salvador Allende, 6555 - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro / RJ - CEP 22780-160 -Tel: (+55)21/21531800 / Fax: (+55)21/30359134 - www.mercure.com

MULHER EM FOCO: Juliana Cavalcanti - A maior produtora de música eletrônica no brasil dá o tom da nossa festa

Considerada a maior produtora mulher de música eletrônica do Brasil, a empresária e administradora de empresa é muito mais que rótulos. Ao tocar a primeira batida, seus olhos brilham e como a mesma afirmou na matéria, “gosto de sensações e de causar emoções nos outros”, sentimentos esses que partem diretamente dela e que são transpostos para seu público em cada detalhe, em cada escolha, em cada evento. 

Com mais de 12 anos de trabalho no ramo, Ju Cavalcanti, através de sua produtora Reality, organiza seus eventos com maestria e perfeição nos mínimos detalhes. É responsável por trazer para Pernambuco grandes nomes, como David Guetta, Armin Van Buuren, Hardwell, Martin Garrix, dentre outros. “Esse é um mundo extremamente machista e masculino. Às vezes os artistas não acreditam que toda aquela magnitude de festa foi promovida por uma mulher (risos). Fechamos contrato diretamente com as agências. E isso chega a impressionar alguns artistas porque, de fato, eles, não esperam. Martin Garrix, por exemplo, demorou a acreditar. Fazer o que? (risos).” Em 2016 ela voltou com o selo 'Essential' para o universo das 'raves' e prepara-se para o 'bombar' no único réveillon de música eletrônica do Recife.

A paixão de Ju pela música eletrônica vem desde a adolescência e aconteceu de maneira muito natural: ouvindo rádio. “O início da minha carreira se deu com o psy trance quando eu fui fazer a minha primeira pós-graduação no Rio de Janeiro. Sou formada em Administração, trabalho na Teletaxi, empresa familiar, a qual também me dedico. Nessa viagem, tive acesso a um estilo de música que não existia no Recife. Eu conheci festas diferenciadas em lugares abertos (super incomum ao que se via aqui), e aquilo me chamou muita atenção. Os eventos eram em Vargem Grande, no meio de florestas. Amei tudo aquilo e me perguntei: por que não levar essa ideia pra o Recife? Eu já era fã de música eletrônica e quando eu voltei, fiz minha primeira festa, que na época, assinava com a marca 'Liquid Sky' e, desde então, não parei mais.”, conta Juliana.

E foi com essa inquietude de buscar a inovação no que há de melhor na produção de festa que, durante os três meses, em que fez outra pós graduação em Harvard, ela aproveitou para conhecer diversas agências, festivais, inúmeras vertentes de música eletrônica e o leque de opções que ela poderia também trabalhar. “As coisas foram fluindo. Sempre tive uma parceria muito boa, tanto com as agências, quanto com os artistas. E foi crescendo. Vendi essa primeira marca e criei outras e aí surgiu a oportunidade de comprar o King Festival, que é o maior festival de música eletrônica do Norte Nordeste”, diz ela. E completa, “fui aprendendo na prática e conhecendo as diversas linhas existentes nesse estilo musical. Hoje, já produzimos diversas festas em locações incríveis. Trouxe todos os DJs grandes de psy trance. Mas, como tudo evolui e pede mudança, notei que o mercado pedia algo novo, então apostei no trance. Tive oportunidade de fazer Armin Van Buuren – na época, era o DJ número 1 do mundo, segundo a aclamada revista DJ MAG”, comemora. 

Dedicação, amor pelo o que faz, e uma equipe afinada, são os componentes que não podem faltar no trabalho da empresária e produtora. “Sou uma pessoa extremamente planejada e tenho uma equipe com gente muito competente. Então, enxergo tudo com muita antecedência e vou levando essa jornada em paralelo. Chega um momento que eu preciso me dedicar 100% ao evento. Mas aí, a administradora, já se organizou pra isso. Entra uma rotina extremamente desgastante, mas é o que acontece há 12 anos. E sempre foi assim. Estou na Teletaxi, levando minha vida normalmente, então, no meio do expediente, paro, e resolvo alguma coisa. Hoje em dia, além de ter uma equipe bem maior, muitas coisas das festas são feitas de maneira virtual, e isso facilita muito.”, conta. 



Segundo Juliana, é crescente a popularização da música eletrônica, principalmente entre as pessoas mais jovens e com essa mistura de ritmo. Para manter sempre suas produções com elevadíssimo padrão, ela busca inspiração nos maiores eventos do mundo. “Gosto de viajar pra conhecer o que há de melhor por aí. Eu vivenciei todos os grandes festivais no mundo. Vejo o que está acontecendo lá fora e tento trazer para cá. No Brasil, os festivais ganham corpo e público. Isso impulsiona o produtor a dar o melhor de si. Eu gosto de fornecer experiências para o público. Eu quero que as pessoas cheguem aos meus eventos e digam que são inesquecíveis e levem isso para o resto das suas vidas”, revela. E, ainda, completa, “para o futuro, teremos muitas surpresas, principalmente no que diz respeito ao King Festival. Outra novidade que está reservada para 2017, é que serei embaixadora do energético Burn, e dessa parceria, pode-se esperar muitas emoções. A música eletrônica é um estilo que me estimula a buscar sempre algo novo, me inspira sempre mais.”, finaliza.


Fotos Carlos Cajueiro
Styling Thaís Machado
Beleza Mauro Frazão
Assist. de fotografia Jey Godoy

Agradecimentos
Vestidos A Maison (81) 3877.2718
Anéis e brincos CIS Joias (81) 3327.0291
Carro Stuttgart Porsche