sexta-feira, 17 de março de 2017

ESTRELA: A talentosa Ana Furtado mais sexy e provocante do que nunca


A trajetória da nossa estrela de capa Ana Furtado começou em 1995 com a abertura da novela “Explode Coração”, no ano seguinte ela estava no comando do game “Ponto a Ponto”, e logo em seguida estreava como atriz na “Caça Talentos” (com Angélica) onde ficou por 2 anos. Hoje Ana está à frente do programa “É de Casa”, ao lado de Zeca Camargo, Patrícia Poeta e Cissa Guimarães. A cada novo passo Ana foi se familiarizando sobre a TV e conquistando seu espaço. Sempre disposta a um novo desafio, dentro ou fora da TV, aqui Ana explora seu lado mais ousado e sensual nesse belíssimo ensaio que nos deixou ainda mais fãs dela. Como se isso não bastasse, sua simpatia e disponibilidade em responder a essa entrevista mostrou como uma estrela de verdade sabe como conquistar seu público.

Ana, você deve ter ótimas recordações da novela “Explode Coração” não é? Afinal revelou você para o grande público. Que lembranças isso te traz? As melhores possíveis! Adorei fazer a abertura que deu um trabalhão viu?! Foram 5 dias de gravações intensas. Fiz o teste e assim que foi confirmada a minha participação eu já tinha um roteiro de ensaios para o dia seguinte. E em 48 horas eu já estava rodopiando com a coreografia que me revelou para o Brasil. Amei e adoro ser lembrada como "a mulher de vermelho" da abertura. 


Depois de passar muitos anos trabalhando como modelo e morando fora do país, você trouxe algo dessa experiência para sua vida de atriz? Viver já é uma experiência enriquecedora. Nos meus personagens sempre usei e uso referências que vivi ou testemunhei desde criança. Adoro observar as pessoas e às vezes me pego encantada ao me deparar com uma pessoa que por si só já é uma personagem. O jeito que anda, fala, gesticula, cheira, sorri... Guardo tudo na memória como num banco de dados que eu acesso quando necessário. Quando trabalhei como modelo já fazia uso desse recurso. Tinha que interpretar nas fotos ou nos desfiles mulheres diferentes de mim. 

Até hoje quais foram suas maiores realizações como modelo, atriz e apresentadora? A minha maior realização profissional é poder afirmar que trabalho há 25 anos no que me faz feliz. Destacar um ou outro trabalho seria injusto e não representaria essa real dimensão do que sinto e da importância que eu dou para tudo o que eu construí.

Sua última novela com uma personagem fixa foi “Louco por Elas” em 2012. Sente falta de atuar? Fiz duas participações divertidas na série do Joao Falcão. Foi um prazer contracenar com a Glória Menezes, Deborah Secco, Du Moscovis e a Luísa Arraes. Há pouco mais de 1 ano participei de “Chapa Quente” que também foi genial. Sempre aceito os convites para atuar porque são desafiadores para mim e eu adoro flertar com a ficção. 



Que desafios ser apresentadora te traz? Onde está o prazer na função? Apresentar é muito diferente de atuar. Lidamos com a realidade e eu não sou uma personagem. Não posso, não devo e não quero me esconder atrás da máscara que protege o ator ao atuar. As minhas emoções, opiniões, erros e acertos são todos meus. Essa responsabilidade e a coragem para enfrentar esse grande desafio é o que me move. É o que me faz sentir viva e humana. 

No “É de Casa” você parece estar bem à vontade juntamente com seus colegas de programa. É um trabalho que parece diversão. Mas quais as maiores dificuldades? É uma delícia fazer o “É De Casa” e essa diversão a que você se refere é literalmente o reflexo dos nossos bastidores. Somos uma equipe feliz e em sintonia, comprometidos em fazer sempre o melhor programa. Às vezes é difícil para mim ficar longe... assistindo de casa. Quero muito estar ali! Dividindo tudo com os meus colegas. Somos como uma família e vibramos muito uns pelos outros. Gostamos de compartilhar o que ensinamos e principalmente o que aprendemos. E olha que nós aprendemos muito a cada sábado com as várias histórias que ajudamos a contar.


O que esses anos todos de TV foram te ensinando em relação a prestação de serviço com o público, a diversão e a parte comercial do negócio? A TV é um canal de alcance poderoso e tudo o que falamos e mostramos é capaz de causar impactos positivos e também negativos na vida das pessoas. Fazer uma TV com respeito ao público e com responsabilidade é fundamental e isso foi sempre o que guiou cada trabalho meu nos últimos 20 anos. 

A TV digital e por assinatura cada vez ganha mais espaço hoje em dia. Que caminhos você enxerga para a TV aberta no futuro? Eu acho que a TV aberta continuará forte e num lugar de destaque dentro do mercado de comunicação brasileiro. Já respondendo a sua próxima pergunta, quando penso em internet e nos seus milhões de celulares, aplicativos e consumidores de informação eu acredito que essas duas plataformas podem conviver juntas ajudando uma a outra de forma eficiente. Na minha opinião teremos cada vez mais televisão na internet.




Com tanta fonte de informação por que as pessoas estão menos tolerantes ou até mais ignorantes (de um modo geral)? O problema é a qualidade e idoneidade da fonte de informação e a facilidade que temos para acessar e comentar uma notícia. A internet é uma ferramenta sensacional que nos permitiu ver e ter o mundo na palma da mão. O mundo se tornou plano, sem fronteiras e grandes distâncias. Tudo está ali, traduzido em todos os idiomas e ao alcance de todos. E como tudo o que é poderoso, também é perigoso. O mal uso da internet é danoso e muitas vezes irreversível. Hoje eu já digo para a minha filha de 9 anos que tudo o que a gente coloca na internet ficará ali para sempre. Para que ela tenha muita responsabilidade e cuidado com o que ela diz, faz e mostra. 


Você sempre aparece elegante e bela seja em que programa esteja. Como você lida com a sua vaidade? Até onde vai? E quando abre mão? Sou vaidosa sem exageros. Gosto de me cuidar mas sem a paranoia da busca pela perfeição. Não abro mão da minha saúde em detrimento da beleza. Nunca fiz loucuras e não aconselho ninguém a fazê-las. Eu já não uso maquiagem no meu dia a dia. Eu a substituo pelo protetor solar que é o meu maior aliado diário. E amo andar descalça em casa. AMO!

Ter sido modelo sempre te deixou mais ligada em moda e beleza? Existe mais cobrança hoje em dia em relação a ser belo? Pelo contrário. Hoje o belo pode ser o que era considerado feio ou fora do padrão de beleza do passado. A moda nunca esteve tão aberta para o diferente e o comum. Temos modelos lindas e poderosas com vitiligo, sardas, sobrancelhas grossas... Finalmente o Plus Size foi reconhecido e valorizado! São infinitas as formas do belo e a moda entendeu que hoje para consumir precisamos nos identificar com ela. Viva a diferença!!!

Como lida com redes sociais? Que força uma crítica nas redes tem para você? Sou light no uso das redes e as críticas não me abalam. 

E quando quer fugir disso tudo, o que faz sua cabeça? Brincar com a minha filha.


Fotos Pino Gomes
Stylist Ale Duprat
Produção de moda Marcella Klimovicz
Produção executiva Márcia Dornelles
Beleza Everson Rocha

Ana Furtado veste: Look 1 - Vestido em couto Abrand, corselet Balmain; Look 2 - Jaqueta de vinil Vintage Zoomp, body Blih, colar Ellus De Luxe

Nenhum comentário:

Postar um comentário