sábado, 28 de outubro de 2017

CAPA: Bruno Lopes, destaque na TV em "Carinha de Anjo", do SBT, vai muito além e se desafia como roteirista

Cria da música, Bruno Lopes terminou enveredando pelo teatro e atualmente é destaque na novela infantil “Carinha de Anjo”, no SBT. Inquieto, Bruno ao longo da sua carreira tem se aventurado por várias possibilidade de fazer arte e de desafiar. Como ser roteirista de um seriado e trabalhar com crianças. Vaidoso com seu visual não abre mão de cuidar do corpo e manter o bigode mais invejado da TV. Como Dr. André na novelinha, Bruno tem conquistado seu público com talento e um jeito espontâneo de interpretar. Conheça um pouco mais desse promissor ator, e roteirista de TV e cinema.

Como foi o início de carreira e sua trajetória até hoje? Comecei minha carreira artística com a música. Sou de uma geração onde a MTV e a MTV Brasil eram muito fortes, as músicas e os clipes tinham uma importância grande no dia a dia dos adolescentes. Nessa época eu me interessei em tocar instrumentos. Minha paixão? A bateria! Aprendendo a tocar bateria, tive minha primeira experiência com o teatro. Foi no colégio, em uma aula extra que fazíamos. O professor nos deu a oportunidade de montarmos, de cara, um espetáculo para ser apresentado para as séries mais novas. Se não me engano, eu tinha 14 anos. Alí, escrevemos o roteiro, decidimos os personagens, dirigimos, montamos (improvisamos) uma luz e apresentamos. A peça era “O Circo”, e eu fazia o palhaço “Atchim”. 

Após essa peça comecei a montar bandas, tocar em bares, gravar independentes, entrar no cenário underground de São Paulo e me desliguei do teatro. Tenho uma grande influência artística dentro de casa, minha mãe. Ela é artista plástica e toca piano. Quando eu estava com quase 18 anos, parei de tocar com bandas, me desiludi. Foi quando entrei na Faculdade de Comunicação Social, e conheci um colega que tinha acabado de desmontar seu grupo, que já era conhecido nas mídias. Ele me disse que estava superando tudo, fazendo teatro. Nesse momento, minha mente voltou no tempo e ascendeu uma chama dentro de mim. Conversei com minha família que queria fazer teatro e fui incentivado de cara. Bom, eu nunca mais parei.


Como é participar de uma novela dedicada, em especial, às crianças? Como é o clima nos bastidores? O clima é o melhor possível. Chegar pra gravar e ser recebido sempre com alguma criança pulando no seu colo, te beijando, te abraçando, brincando sem parar é demais. Fora isso, elas são muito talentosas, eu aprendo demais com elas.

Tem sido assediado pelos fãs da novela nas ruas e nas redes sociais? Sim, muito. Nas ruas, mesmo me vestindo completamente diferente do Dr. André, eles reconhecem. Acho que o bigode é muito marcante, até porque eles sempre pedem pra colocar a mão, acham que é de mentira. Nas redes sociais todos da novela somos, é uma delícia ter o feedback das cenas que foram ao ar alí, na hora, com uma possibilidade de interação. Eu adoro!

Pelo jeito nas horas vagas você curte esportes. O que faz para manter a boa forma? Sou apaixonado por esportes, todos eles. Comecei a praticar muito cedo. A academia virou um vício pra mim, eu amo levantar pesos. Na medida em que encara com verdade a atividade física, outras coisas começam a interessar, como alimentação, suplementação, funcionamento do corpo, desafios, etc. Eu leio muito sobre nutrição, sobre diversos tipos de treinos e tenho grande amigos que são profissionais, tanto como preparadores físicos, quanto fisiculturistas. É uma grande terapia e um enorme prazer.


Como cuida da alimentação? Faz ou já fez alguma dieta restritiva? Dieta especificamente eu não faço. O que eu mantenho sempre é uma alimentação saudável dentro dos meus padrões, dentro das minhas necessidades. Eu tenho sorte por não gostar de frituras e nem de doces. Não gosto de bebidas alcoólicas em geral também. Acho que só isso, já ajuda bastante. Me alimento sempre com moderação várias vezes ao dia e suplemento. Mas sim, faço desafios que a mim são propostos por amigos e vejo como meu organismo responde, é como se fosse um autoconhecimento do seu organismo/corpo.

Como é a sua rotina de exercícios? Com as gravações da novela, eu não tenho uma rotina certa. Tento fazer dois treinos diários. Um de musculação e outro de uma atividade física que pode ser corrida, squash, crossfit, funcional, calistenia, parkour, etc. Tenho sorte de ter um grande parceiro, um centro de convivência esportiva chamado: Be The Best que me possibilita praticar várias modalidades diferentes.

Você se considera vaidoso? Sim, mas sem excessos.


Além do trabalho como ator, você também é roteirista, conta um pouco sobre isso. Há alguns anos, eu estava assistindo um programa num canal a cabo onde passavam vários curta metragens. Alguns eu gostava, outros nem tanto. Quando terminei de assistir um que não tinha gostado nada, pensei “Se um filme ruim desse passa na TV a cabo, eu consigo fazer um também”. Sim, eu era jovem e pensei isso de verdade. Mas aquilo foi na verdade uma grande motivação. No mesmo momento, eu levantei do sofá e fui para o computador escrever. Escrevi tudo de uma vez. Quando acabei, eu guardei na gaveta e nunca mais olhei pra ele. Uns três anos depois, eu mostrei pela primeira vez pra um amigo ator e ele adorou.

Continuei guardando meu texto na gaveta. Mais alguns anos após isso, eu conheci um dono de uma produtora, que é meu grande amigo até hoje, e tomei coragem pra apresentar meu texto. Ele amou de cara, mas tinha me dito que aquilo não era roteiro pra cinema, que pra filmarmos eu deveria roteirizar primeiro. Fui atrás de informação, fiz cursos, e fui dando meus tratamentos até que achei que já estava pronto. Mas isso, também demorou alguns anos. Esse projeto, que se chama “Catarse”, me deu a oportunidade de aprender e viver cada fase de um projeto de cinema. Acho que nenhum curso que eu fizesse, me deixaria tão completo como esse filme me deixou. Ah, pra finalizar, participamos de grandes festivais internacionais como Cannes e Cincinnati e meu filme foi exibido naquele mesmo canal da TV a Cabo de onde tudo começou.



Cinema é uma paixão? Quais são seus projetos na área? Absolutamente sim! Além de ser apaixonante e viciante, me trouxe amigos incríveis, talentosos e que são pra vida inteira. Estamos desenvolvendo um seriado, que na verdade era um curta metragem. Queria me dedicar mais, mas a novela nos ocupa bastante.

Se pudesse definir um filme que te representa qual seria e por quê? Não sei se é o que me representa, mas é um que foi fundamental pra mim no processo de pré-produção do meu filme. É o “Drive” com direção do Nicolas Winding Refn e protagonizado por Ryan Gosling. O Ryan é um ator contemporâneo que eu adoro.

E esse visual? Você já usava o bigode ou adotou para o personagem? Eu já usava o bigode, não há muito tempo, mas quando eu fiz meu primeiro teste, já estava com ele. Ai, foi só moldar o bigode pra deixá-lo do jeito certo para o médico e pronto.


Fotos Luiz Dalvan
Stylist Wesley Madson