quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

HUMOR: A arte da guerra de tu sifu

Tu Sifu foi um general chinês da dinastia Chop Suey durante as guerras que precederam a união dos reinos de Feng e Chuí (327 A.C.). Depois da pacificação do país, Tu Sifu se dedicou à composição de hai-kais e à plantação de frango xadrez. Seu livro mais famoso, no entanto, é "A Arte da Guerra de Tu Sifu", que traz importantes lições de estratégia, tornando-se leitura obrigatória entre executivos e gerentes. 

Aprenda com Tu Sifu. 

O general habilidoso derrota o inimigo sem lutar, conquista cidades sem as sitiar e vai para o happy hour antes mesmo de encerrar o expediente. 

Se o líder e o subordinado estão em harmonia, a vitória é certa. Se o líder e o subordinado não estão em harmonia, é dupla sertaneja. 

Apareça em lugares onde o inimigo menos espera. Mas não em lugares onde o inimigo não está. Se você não encontrar o inimigo, será muito difícil ganhar qualquer guerra. 
_______________________________

UM HAI-KAI DE TU SIFU
O lindo panda
Defecou
Na varanda
________________________________________

Controlar um exército grande é uma das tarefas mais difíceis. O general habilidoso evita problemas e só contrata anões. 

No campo de batalha, o anão pode ser usado como lanceiro, mas jamais como arqueiro. Na falta de munição para catapultas, a bostinha também serve. 

Nunca, absolutamente nunca, mas nunca mesmo, monte seu acampamento dentro de um rio.

Existem apenas cinco notas musicais, mas a combinação delas produz todas as melodias do mundo. Existem apenas cinco cores primárias que, combinadas, produzem todos os tons. Na guerra há apenas dois métodos de ataque (o direto e o indireto) e, no entanto, com eles é possível qualquer coisa, inclusive ganhar ou perder. Numa guerra é muito difícil empatar. 
_____________________________________

OUTRO HAI-KAI DE TU SIFU
Lua de outono
Branca e pálida
Feito a Yoko Ono
_____________________________________ 

No aprendizado, o importante não é o destino, mas sim o caminho até encontrá-lo. Vire à esquerda na primeira iluminação e continue sempre em frente até a bifurcação entre corpo e espírito. O caminho do espírito leva à sabedoria. Mas o caminho do corpo é muito mais gostoso. 

Ação é a mão que puxa a corda do arco. Decisão é a mão que solta a flecha. Masturbação é a mão ocupada com propósitos inúteis à arte da guerra. Conceição eu conheço muito bem.

Ao confrontar o inimigo no campo de batalha, diga: "Ei, o que é aquilo atrás de você?" Quando ele olhar, ataque-o sem piedade.
_____________________________________

MAIS UM HAI-KAI DE TU SIFU
Oh, belo colibri
Faz na minha cabeça 
Que tu vira sashimi
_____________________________________

A LIÇÃO FINAL
Se o exército inimigo for menor que o seu, ataque. 
Se o exército inimigo é do mesmo tamanho que o seu, observe. 
Se o exército inimigo é bem maior que o seu, disfarce e saia assoviando.